Recent Posts

Popular tags: (See More...)
The breaking of the Fellowship
Level 4 of the Demonweb
The battle with Lolth proves fatal for the group
The crow flys away to continue his journey
Session: Game Session #156 - Wednesday, Jun 06 2018 from 6:00 PM to 10:00 PM
Viewable by: Public
0 comments
Tags: Recap
Reverse THUNDERDOME!
Red's investigations and what he has learned from the others lead him to take the following stance when it comes to how it is recommended we proceed: Proposed actions are listed in order of importance for how Red views them.

Help Lydia (And possibly Kerreth) get access to Mordana's Father. The hopes of healing him or gaining additional information from him may aid in directing our choice or mitigating a bad choice.

Meet with Corbus. Red hopes, among other things to gain further insight from Corbus on Ralwence utilizing Corbus's attraction to unsavory characters.

As for potential Suitors, Red sees the following options, listed from most preferred to least preferred.

Scott (Assuming we get some indications of his feelings for Mordana or approval from her father)
Nogay
Lunato
Vishnav, Dexion (These two are basically tied as just bad options)
Marturius (He's a liar, not that Red really objects to that, but if you're going to be a liar, be good enough not to be caught, I mean really.. walking around with an "adventurer's pack when you're claiming to be noble?)
Finally Corbus, He might actually be higher on Red's list of potential options... except Red doubts he'll make it to any Wedding Ceremonies.

For the remainder of the evening, Red is planning to help use his skill at bending the truth to tell the tale of how Lydia saved him from the icy grips of death while his soul was already standing within the bounds of heaven. Certainly she can help aid the recovery of Mordana's Father. Oh and That Kerreth guy, and possibly the Windy Woman should go in too... they're like walking encyclopedias, in case Lydia needs more information on symptoms.

After that Red plans to be a surprise contestant in the Archery competition, hoping to at least give Adriana a run for her money, make her earn that top spot. Of course a lucky shot that grants an upset Victory would be more than welcome too!

Then will come the stroll along the lake front with Corbus, Red plans to make the others aware of his strategy, he will repeat back interesting tidbits emulating an attempt to further absorb or verify the knowledge, when in truth using message to relay the information to the party, and receive feed back on further information the others may wish to know. (Thought Message worked across any distance on the same plane once link was established... apparently it does not. However Telepathic Bond does.. not sure if that's something we can pull out quickly enough though?)
Finally Red expects the night to end with a reverse ThunderDome!
Viewable by: Public
3 comments
Os Contos de Despin Hobbes, por Despin Hobbes, capítulo 126
(Ouça: https://www.youtube.com/watch?v=uiWJBuBU2c0)
CAPÍTULO 126
Vingança estava nas minhas mãos, minha espada agora "ex amaldiçoada". Afinal, por Arvoreen, o que raios será que aconteceu com o espírito dentro da espada? Cornelius, meu velho amigo completamente insano, simplesmente livrou a lâmina da maldição que a assolava, e agora definitivamente consigo arremessá-la no ar sem o medo dela sumir da minha mão, ou deixar ela em um canto sem querer voltar pra lá logo depois... bem, definitivamente essa não vai pra a mão do Marjetus: Ele tem ótimas intenções com a claustrofobia bélica dele, mas definitivamente quando ele usa isso para CONVOCAR UMA LANÇA E AFIAR ELA EM UM CUBÍCULO MINÚSCULO E LOTADO ENQUANTO OLHA DIRETAMENTE PARA VOCÊ, não parece uma boa ideia. Então bem, melhor eu ficar com uma espada só pra mim. Além do mais, ela significa algo: eu preciso ser mais do que sou, eu preciso ser digno de ser um Primordial. Yondala me deu essa missão por um motivo, e eu gosto de pensar que essa espada significa pra mim que eu preciso pensar mais nos outros do que em mim mesmo, até num espírito atormentado preso e perdido. Espero que a pobre alma tenha ido pra um bom lugar, e não pra as mãos de Malkizid ou sei lá para que "tratamento" ela passaria com Zalantha.

Bem, acho que preciso ainda escrever sobre o que aconteceu até agora pouco: Após minha incrível batalha contra quatro Babaus, os quais quatro eu bravamente destrui (é possível ver uma nota escrito "SEJA MAIS HUMILDE!!!" e as palavras riscadas fortemente com tinta) três consegui me livrar com músicas hipnóticas e o quarto infelizmente me derrubou devido à maldição da Vingança que não me deixou lutar direito, fui capturado, dessa vez, em definitivo. Afinal, bem, não sou o Primordial da Incaptividade, não é mesmo?! A maldição da espada era...desagradável, me senti na pele de Yilgrus. Bem, não que ele tenha muita pele restando mas-- de todo modo, estava preso em correntes mais uma vez, criaturas bizarras prestes a me lamberem da forma mais perturbadora que posso, e você, leitor, pode imaginar! Estava pronto para executar um plano infalível de escapada, quando repentinamente, surge uma impressionante mulher que se nomeia Zalantha, uma Erynie! Nunca tinha visto uma pessoalmente: ela era bela, formidável, ágil, flamejante, BELA, magnífica! Grieldo e Glogui estavam conosco, também tinham sido capturados, e escapamos direto para os caos do Abismo. Rapidamente, Zalantha nos explicou a situação: meus amigos estavam tentando incitar uma batalha entre Diabos e Demônios, e Zalantha era a interessada em ser a adversária de Varramoug, mas bem, no final das contas não apareceu nenhum exército... E eles estavam agora lutando contra uma criatura gosmenta assustadora, Cornelius em cima de um rinoceronte, Marjetus e Yavanna amarrados em cordas tentando se matar e... eu, Grieldo e Glogui em cima de uma montanha sem conseguir ver absolutamente nada abaixo. Foi aí que aconteceu, um acordo entre eu e Zalantha.

(Ouça mais: https://www.youtube.com/watch?v=TZVBaq4Kgzc)

Se um dia encontrarem Grieldo Gizera, vocês poderão ter certeza de que meus parceiros pareciam estar em uma TERRÍVEL situação. Ele também possivelmente vai mentir muito bem também sobre como não opinou em todo o trato que eu sozinho fechava com a erynie. Mas de todo modo, Cornelius pode ser doido, Marjetus pode ter um capacete na cabeça, Trice faz umas decisões estranhas de vez em quando e Yavanna por motivos completamente inexplicáveis nem me deu aquela capa amarela! Mas mesmo assim... eles são meus amigos, e eu queria salvá-los. Fiz um trato com Zalantha: ela queria Varramoug? Eu poderia dar algo melhor a ela, o próprio senhor do abismo, PHELOMET! Consegui quarenta e cinco dias e DEZ abishais brancos para nos ajudar, além de um homem de confiança dela que estará nos observando. Mas, bem, se ele é de confiança, ele deve ser forte, então acho que serve pra algo também. Porém, no final das contas, em um estalar de dedos estava com meus amigos outra vez, que, para minha surpresa, estavam seguros. Eles de fato conseguiram escapar sozinhos! Fiquei feliz em vê-los, mas tal felicidade se tornou em uma vontade de pular em cima de um dragão e espancar ele mano a mano. Os tolos negaram que eram Primordiais (sinceramente, eles não tinham contado ainda?!), disseram que minha ideia era ridícula (Nós quase conseguimos derrotar Malkizid, o outro lado dessa guerra maldita, e antes mesmo de QUALQUER conexão com as palavras!!) e começaram a sequência mais absurda de negociações que já vi em minha vida, tudo para tirar meu acordo com Zalantha sobre Phelomet... no final das contas, apenas direi que parece que ninguém mais têm a chance de falar mal do outro em negociações. Grieldo tinha uma boa ideia... mas bem, ela deu errado quando ficamos eras tentando aplica-la na parte que o querido Cornelius entrava na trama.

Mas sabe o que digo? Não me arrependo. Sinceramente, por que viramos primordiais, para segurar umas esferas na mão e ficar andando por aí sem nenhuma responsabilidade?! Nesses cento e vinte seis capítulos dessa viagem, eu sei e ELES sabem que passaram por muito. Yondala que o diga, nós morremos na mão de um Diabo e estamos aqui, então há algo mais nesses planos tão vastos para nós, algo que nem Malkizid, nem Phelomet, nem mesmo a maldita papelada do Linxnix pode impedir de acontecer!! Uma hora ou outra, teremos que enfrentar algo maior que Kayatara e Negra Prata. Já estamos prontos pra eles, mas com o tempo, com mais esferas, mais domínio do nosso potencial, eu sei que somos capazes dos maiores feitos que o multiverso já viu! E eu farei isso, não pra esfregar na cara da minha terra natal... chega de se prender ao passado, este livro será a recordação da jornada de um Primordial, o Canto dos Ventos, Despin Hobbes!!
AVANTE!
(no rodapé encontra-se mais outra nota escrito "REVISAR! Sono."
Viewable by: Public
0 comments
Redeployment
On the eve of this cool crisp Saturday morning, I take in my last golden sunrise from the Mindspin Mountain. Late last night, whole I was on watch. A courier came and delivered an urgent letter. Reassigning me to the Oathkeepers. I don't know where I will end up but know that I will always remember you. I have been ordered back to Gerduhm where they will send me off to where ever I am needed. I bid you all farewell as I part ways. Maybe, in the future, we will meet again.
Viewable by: Public
0 comments
Epic!
Demon of the Sea
Demon of the Sea

She spread her black sails in the steady gale,
A taste of the whip got those galley slaves a’ screaming,
Below decks they pulled the oars, to get the iron giant heaving.

Tight sails stitched of skins from those they done in,
They gained upon us quickly,
As we lounged on deck enjoying our olives, figs and whiskey.

Leon spit out a mouthful of cashews, staring at the number of Glabrezus.
Four clawed hands and powerful pincers
Twas enough to tighten up our sphincters.

She bore down on us, and Boudica did cuss
“I don’t give a damn,
they’re not going to scuttle our beloved ‘Battering Ram’!”

Up in the stern castle, stood our next great hassle
Bare breasts, six arms and a snake’s body, no time to admire it
For it was Barruta the Dreaded Demon Pirate.

The Marilith couldn’t be goaded as her fireball exploded
“Aargh!” yelled Elaren, who stood near its flashpoint,
Not in a pirate’s glee, but from the loss of hit points.

The demons did teleport, but their lives were cut short
A frenzied Mirilda Warbane
Cut through them like tomorrow’s coming hurricane.

Not to be outdone, Blaze Silverwing’s sword began to hum
Pieces of monsters he did render
With his brand new gleaming Holy Avenger.

Boudica with ample breasts and those curvy hips did jump to the other ship,
Such a sight to behold this twosome,
The Demon Pirate Barruta versus that great set of bosoms.

Never one to disappoint, Boudica fought ‘til she had but a single hit point,
The Marilith was vanquished, leaving us with no pirate booty,
Another casualty of our Abyssal tour of duty.

So, no more will she ride the foaming tide,
no more a dread will she be.
Barruta the Pirate, the Dreaded Demon of the Sea.
Viewable by: Public
3 comments